KPR - O Clube dos Jardineiros > Torne-se nosso coletor de sementes

Estamos à procura de novos fornecedores de sementes e pessoas que queiram fazer recolha de sementes!

1. Como tornar-se nosso fornecedor de sementes

Se já é um fornecedor de sementes ou um produtor local de sementes, gostaríamos de cooperar consigo. Assumimos que, se for esse o caso, sabe como colher, limpar e armazenar sementes e logo, não precisaremos de lhe dar qualquer formação nesse campo. De qualquer forma, se tiver alguma dúvida ou questão que queira colocar, ajudá-lo-emos de bom grado.

Trabalhamos de acordo com o seguinte calendário:

Envie-nos a lista de preços de sementes que possui, em euros ou Dólares (ou em qualquer outra moeda). Veja o exemplo. O preço das sementes não inclui, por noma, os custos de envio. Os custos de envio são geralmente cobrados à parte.

Estamos interessados em qualquer planta que exista na sua região – plantas ornamentais, comestíveis (frutas e vegetais), plantas medicinais, plantas técnicas (usadas para a produção de roupas, usadas na construção de edifícios, etc.), e plantas silvestres.

Um novo fornecedor de sementes

Quando é iniciada uma parceria com um novo fornecedor de sementes, é condição que este fornecedor envie uma lista das sementes que possui. Se a sua lista tiver algo interessante, é feita uma primeira encomenda. Por forma a evitar possíveis fraudes, essa encomenda só será paga após boa receção da mesma e após as sementes recebidas terem sido testadas. As exigências impostas aos nossos parceiros são elevadas; portanto precisamos de impor um certo nível de qualidade aos nossos produtos, garantindo a sua superioridade no que diz respeito à sua qualidade. Após termos recebido a sua encomenda –teste, as sementes enviadas serão testadas (testes de germinação e é verificado se as sementes que foram enviadas pertencem ou não à espécie com que foram identificadas).

Esta primeira encomenda é importante, no sentido em que se as sementes passam o nosso teste de avaliação, poderemos dar início a uma longa e frutífera relação de parceria. Contudo, se as suas sementes falharem esse teste inicial, não pagaremos a encomenda nem estabeleceremos qualquer relação de parceria consigo. Contudo, se as sementes passarem no nosso teste inicial, efetuaremos o pagamento da encomenda de sementes, bem como dos custos de envio, considerando contudo que se não passarem, tal não acontecerá.

Por favor envie unicamente sementes viáveis e frescas. Por forma a evitar danos por humidade nas sementes, não as envie num saco de plástico. A melhor forma é embrulhá-las num saco de papel. Por norma, não exigimos certificados fitossanitários (no que diz respeito a isso será informado de tal na nossa encomenda). Acordaremos o método de envio ao efetivarmos a encomenda.

Gostaríamos de informá-lo que a época de crescimento e desenvolvimento das plantas na Europa (onde a maioria dos membros e clientes da KPR residem) começa em Abril-Maio e termina em Setembro-outubro. Na Europa a maioria das sementes são colhidas até ao final de Setembro. Em Outubro- Novembro, divulgamos o nosso novo catálogo de sementes. A maior parte dos clientes compra-nos sementes entre Outubro e Janeiro (e algumas vezes até Março), isto é, adquirem as sementes antes do período de sementeira ter início, o que significa que as sementes devem ser plantadas o mais tardar até Março para que as plantas que não toleram geadas possam crescer durante o verão, altura em que reúnem as condições ideais para o seu desenvolvimento. O inverno europeu decorre ente Novembro e Março, e nos países europeus as plantas tropicais para se desenvolverem devem estar em estufas, ou em casas, por acabarem por morrer quando expostas ao gelo e às difíceis condições climatéricas existentes no exterior.

2. O que fazer para se tornar nosso coletor de sementes:

Para poder trabalhar connosco deverá ser botânico. Cientistas de todo o mundo vivem numa constante busca de sementes de plantas facilmente identificáveis por todos e de fácil crescimento. Tais plantas não são necessariamente plantas raras e aparecem com frequência na sua região de pesquisa, mas são usadas para pesquisas futuras (um maior número de amostras de plantas da mesma espécie, com origem num maior número possível de países, e de um maior numero possível de regiões (populações) de um mesmo país). Por vezes algumas destas plantas que são desejadas por alguém que está do outro lado do mundo, podem crescer de forma silvestre no seu próprio jardim. Pode mesmo acontecer que, na sua cidades, ou na sua vizinhança cresçam várias espécies de plantas tão procuradas por outros!

Devido ao facto da procura por plantas que precisam de ser colhidas (principalmente num estado selvagem) ser elevada e apesar de ninguém ter uma oferta tão abrangente como a KPR, não conseguimos contudo, chegar a todas os pedidos. Por isso estamos procurando novos parceiros em África, asia América, Austrália e Oceania. Graças ao facto de conseguirmos reduzir os custos em viagens e transportes, conseguimos também manter preços baixos. As suas despesas de viagem seriam certamente muito mais baixas, do que se fizessem a mesma viagem na Eslováquia. Por vezes as despesas de viagem nem sequer são necessárias, tal como algumas plantas podem ser colhidas numa curta distância de sua casa, o seu local de trabalho, ou outro local vizinho. Pode mesmo colher plantas durante as suas férias no seu próprio país (talvez na costa ou no interior, ou na serra – as possibilidades são infindáveis!

Como tornar-se um coletor de sementes da KPR?

Se deseja participar como um dos nossos coletores de sementes, é bem vindo! A sua profissão não é relevante para nós. O importante é que conheça as plantas das quais recolhe as sementes. Se, por outro lado, for botânico, ou alguém com um considerado conhecimento de plantas, isso é claramente uma vantagem. Recolha somente as sementes que conhece o nome em latim e das quais tem certeza absoluta. Quando não tiver 100% de certeza do seu nome correcto, poderá fotografar a planta, antes de as nos enviá-las.

Assim que se junta à nossa rede, enviar-lhe-emos a nossa lista dos “mais procurados”, mas isso não o obriga a fornecer-nos o que quer que seja. Essa lista é um convite ao fornecimento das espécies que lhe são de fácil acesso, contudo se não lhe for possível fornecer essas espécies, tal também não constitui problema algum.

Uma vez que não conhecemos as leis do seu país, por não vivermos lá, pedimos lhe para não recolher sementes de plantas protegidas pela lei do seu país. Por favor não transgrida as leis do seu país! Por favor não recolha espécies protegidas, mesmo se estiverem referidas na nossa lista dos “Mais procurados”. Nalguns países certas espécies podem ser comuns e não serem consideradas espécies protegidas com algum estatuto especial em que a lei as proteja; no entanto, noutros países essas mesmas espécies podem ser extremamente raras e consideradas em extinção. Não podemos alterar a nossa lista dos “Mais procurados” por cada país, daí relegarmos para si essa responsabilidade!

Não recolha sementes de orquídeas (Orchidaceae), porque não lidamos com elas e não fazem parte do nosso negócio!

Poderá recolher somente as sementes referidas na nossa lista dos “Mais procurados”, ou então enviar-nos uma lista de plantas com as sementes que consegue recolher. Após termos recebido a sua lista, enviar-lhe-emos um email com a lista das sementes que nos interessam.

Estamos interessados em qualquer planta da sua região –plantas ornamentais, plantas comestíveis (frutos e vegetais), plantas medicinais, plantas técnicas (para a produção de materiais para roupa, construção de edifícios, etc.), e plantas silvestres.

Que quantidade devo recolher e como?

É complicado dizer, porque por vezes consegue colher 50-1000 sementes em poucos segundos, deixando apenas de lado as sementes das frutas. Noutros casos poderá levar horas recolher 100 sementes. Colecte pelo menos100 sementes por lugar, mas é possível que recolha mais (500-1000). Se num determinado espaço existir apenas uma planta disponível, recolha 10, 20, 50 sementes – agradecemos-lhe a quantidade que conseguir fornecer. Geralmente para sementes grandes (com mais de 3 cm) é suficiente recolher 200 a 300 sementes. Se tiver dúvidas, por favor contacte-nos e consulte-nos sempre que desejar.

Por favor não se esqueça de deixar sempre de lado alguma das sementes que recolheu, por forma a evitar a extinção definitiva da planta.

Se existem várias plantas disponíveis numa mesma àrea, então recolha o maior número possível de sementes dessas plantas por forma a que a sua amostra de sementes represente a variabilidade genética (biodiversidade) das plantas em causa na área em questão.

Se lhe é permitido recolher espécies em mais do que um local, então recolha-as de todas as diferentes áreas possíveis. Para determinar diferentes áreas, o que não é assim tão simples – considere uma área como o local onde as plantas de outra área não estão em contacto directo com as outras plantas dessa primeira zona. (Ex: que não possam ser polinizadas por insectos ou pelo vento; que não possam entrar em contacto umas com as outras através de propagação vegetal (ex: Sedum, sempervivum, ou quaisquer outras plantas da mesma família) ou em que os animais não consigam espalhar as suas sementes. Para espécies comuns, deverá considerar 2 àreas diferentes, distanciadas entre elas pelo menos de 10 a 50 km. No caso de aparecerem espécies raras em habitas especiais no seu país, as áreas devem estar distanciadas entre 1 a 5 km entre elas.

Se está num local em que consegue recolher diversas espécies, e mesmo que não estejam referidas na nossa lista dos “Mais procurados”, recolha-as na mesma (iremos mantê-las no nosso banco de sementes e, certamente mais cedo ou mais tarde aparecerá alguém interessado nelas). Poderá também enviar-nos uma lista de espécies, que consegue recolher e que não estão referidas na nossa lista dos “Mais procurados”, ou na nossa coleção de sementes do nosso “Banco de Sementes e Plantas” ou espécies não mencionadas no nosso “Banco de Sementes e Plantas” do seu país. Enviar-lhe-emos um email com a informação sobre as espécies que nos interessam. Agradecemos muito se conseguir recolhê-las.

Quando recolher sementes na natureza (e não sementes de plantas com origem desconhecida (como num jardim), por favor escreva claramente a seguinte informação na embalagem em que elas são enviadas para nós:

Exigências:

- O nome da planta em latim
- O local exato da coleta, bem como uma breve descrição do habitat (prado, areia, costas marítimas, falésias, rochas, montanhas, etc) - Certifique-se que este dado é tão detalhado quanto possível, por forma a que qualquer pessoa consiga encontrar estas sementes, mesmo que não esteja no seu país. (ver sample)
- Nome do seu país
- Data da coleta (no formato dia-mês-ano)
- O código de identificação que lhe será fornecido, ou seu nome completo

Informação adicional é bem aceite, mas não obrigatória:

- Coordenadas em GPS (se possui GPS)
- Outra informação adicional

Recomendamos o uso de embalagens em sacos de papel em vez de sacos de plástico, para o envio das sementes, visto que a humidade presente nos sacos de plástico podem danificar as sementes. Guarde as sementes em sacos de papel em local seco e longe da luz (por exemplo numa caixa de papelão).

E em relação a sementes de frutos sumarentos como frutos vermelhos?

Por vezes é melhor deixar os frutos secarem, para que possa remover mais facilmente as sementes da fruta. Noutros casos, é melhor para pressionar os frutos, coloca-los em água durante uma hora a um dia e lavar regularmente o fruto que está danificado, até que as sementes possam ser retiradas do fruto. Em seguida, deixe secar e embale  num saco de papel.

Algumas espécies  (por exemplo, culturas tradicionais de árvores comestíveis, sementes não-produtoras de Allium)  não são adequadas para serem propagadas através sementes, mas sim através de bolbos, mudas de inverno ou transplantação de qualquer outra parte do corpo da planta. Neste caso, entre em contato connosco para discutirmos os detalhes dessa plantação.

Mal possua algumas sementes que nos queira enviar, comece por nos enviar um email com uma lista das espécies viáveis (faça o download da fórmula aqui). Poderá sempre enviar-nos uma lista com as espécies viáveis uma vez por ano após uma época específica, ou sempre que recolher novas sementes. Contudo, a melhor altura para nos enviar essa lista é após cada mês de Setembro. Se no entanto, colher sementes após o mês de Setembro, envie-nos a lista na mesma. As sementes colhidas antes desse mês deverão ser colocadas numa lista e enviada para nós. Mal recebamos a sua lista informá-lo-emos para onde deverá enviara as sementes e quando.

Quero juntar-me à KPR como fornecedor de sementes/coletor de sementes

Por favor, forneça uma breve descrição em Inglês sobre você e sobre o seu conhecimento das plantas, bem como as suas experiências

Informação Relevante para parceiros fora da Europa (União Europeia)

Existem restrições severas no comércio de plantas no mundo, bem como na Europa. A maioria dos países mundiais assinou o acordo CITES. É um acordo que apresenta uma lista de plantas (e animais) proibidos de serem comercializados.

A União Europeia também assinou este acordo , mas ela tem também suas próprias leis, que são mais rigorosas, do que as do CITES (por exemplo, o Regulamento (CE) n º 338/1997). As leis da União Europeia são obrigatórias para todos os países da União Europeia. Existem quatro apêndices (A, B, C e D), semelhante ao CITES.

A lista de espécies em cada apêndice é semelhante ao apêndice CITES, mas não é sempre a mesma. Algumas espécies estão listadas noutro apêndice e apresentam muitas espécies que não estão mencionadas nos apêndices da CITES. Adicionalmente a isso, a União Europeia muitas vezes emite leis especiais em que a importação de algumas espécies estão temporariamente proibidas na União Europeia.

Compreendemos que não tenha conhecimento de todas as restrições à importação na União Europeia, por isso preparamos uma lista de plantas, para a sua conveniência, que não nos interessam de forma alguma. Faça o download aqui.

Por favor, não use nunca plantas que estão protegidas pela lei do seu país!